sábado, 9 de janeiro de 2016

Cinco lições que as aventuras de James Bond trazem para os empreendedores - hsm Educação Executiva

James Bond, o agente secreto britânico 007, é uma das personagens mais populares graças aos livros e, principalmente, aos filmes que o popularizaram no mundo todo desde os anos 1960. Criação do escritor Ian Fleming, Bond já faz parte do imaginário popular como símbolo de sucesso, heroísmo, charme e elegância.
Para muitos empreendedores, o universo e o estilo de 007 podem trazer várias soluções para seus negócios. Pelo menos é o que pensa John Rampton, fundador da Adogy, empresa de marketing especializada em start-ups. Em artigo publicado na revista Inc. deste mês, ele afirma que os empreendedores adoram super-heróis, especialmente James Bond, por ele conseguir se sair bem de qualquer apuro.
Baseado na hipotética situação de como James Bond se viraria se estivesse encarregado de liderar uma empresa, Rampton mostra cinco lições que as aventuras do agente secreto britânico têm a oferecer:
1. Ter uma excelente equipe de retaguarda.
Bond tem a sua disposição um inventor excepcional (Q), uma secretária disposta a superar limites por ele (Miss Moneypenny) e várias garotas sempre capazes de fazer o máximo para servi-lo. Bond não está apenas pronto para o sucesso, ele tem também alta expectativa de alcançá-lo. Isso vem justamente do fato de ele ter essa extraordinária equipe de suporte.

2. Ser excelente em cumprir as ordens que recebe.
Quando M, seu chefe no serviço secreto, dá a Bond uma missão, ainda que ele resmungue algo, sempre faz o trabalho da forma a mais rápida e eficiente possível. Todo dono de negócio tem um chefe como M, que é o cliente. Se o dono não prestar atenção no que o cliente está dizendo, não conseguirá ser eficiente e rápido como Bond.

3. Ser extremamente focado.
Quando Bond está tendo um caso com uma das Bond girls, ele não está apenas se divertindo, mas buscando algum tipo de informação para sua missão. Ele é mestre em misturar prazer e negócios.

4. Nunca desistir.
Ele é torturado, espancado, alvejado e deixado à beira da morte em quase todos os filmes, mas na cena seguinte está sempre pronto para seguir em frente. Seu segredo é que ele nunca pensa em desistir.

5. Não se levar tão a sério.
Mesmo no conflito mais mortal com o pior dos vilões, Bond sempre tem uma tirada espirituosa, um comentário de duplo sentido ou um movimento de sobrancelha que expressa que a vida é apenas um jogo de bolinhas de gude, nada mais do que isso. Um líder precisa de senso de humor. Além de atrair mais clientes, isso ajuda também a não ter estresse precoce.

Cada uma dessas lições, segundo Rampton, deve levar o empreendedor a se perguntar:
1. Que tipo de equipe de retaguarda tenho? A equipe de tecnologia está usando a tecnologia mais atualizada disponível para o negócio?
2. Estou pronto para “escutar” as ordens dos clientes?
3. Estou sempre preparado para fazer negócios, não importa onde estou ou o que estou fazendo?
4. O que faço quando algo dá errado nos negócios: vou embora, tiro férias, culpo os outros ou levanto o queixo, endireito os ombros e sigo em frente?
5. Sempre me levo muito a sério?

Um comentário: